2006-05-17

A Picada


Se se tratar de um troço da picada que estabelece a ligação entre Nova FreixoCuamba, desde a Independência – e Marrupa, todos nós passámos por aqui. Pelo menos por duas vezes.

Da primeira vez, na ida para o norte, as Berliet estavam protegidas com sacos de areia. Por causa das minas. Havia quem não escondesse o temor. Eu, depois de uma noite quase em claro – no quartel, as instalações que nos foram destinadas para pernoitar não terão sido desinfestadas e por essa razão poucos de nós lá ficaram… –, dormi. Profundamente, decerto. Entre Nova Freixo e Maúa, onde fizemos escala. Para bebermos uma cerveja - SKOL, uma marca que não se vendia em Portugal…

……………..

Ilustração: Fotografia – com a legenda: Picada, a caminho de Cuamba (Nova Freixo)recolhida em
http://community.webshots.com/album/549603754EhEuef/0 .

1 comentário:

José disse...

Caros compatriotas.não sou do vosso agrupamento 2972 mas sim do batalhão de Artilharia 639 que fui o primeiro a chegar a Marrupa ao Novo quartel primeiro chegamos a Nova Freixo,dito cuanba em Abril de 1964 três meses depois fomos para Marrupa deixando em Maúa uma companhia do nosso Batalhâo chegamos a Marrupa creio que em julho á qual terminanos nossa missâo em fins de Outubro de 1964 mas á nossa chegada a Marrupa como Sapadôr de Infantaria tivemos duro trabalho prela frente em que construimos alguns abrigos a volta do quartel uma Capela nova assim como um Campo para futbol salâo ao lado da Capela da qual tinhamos um amigo no batalhâo radio montador que era pintor á qual pintou a viasacra nessa mesma capela na vila Havia os irmãos Almeidas que tinham uma cantina á qual se comia a boa Galinha á cafrial,eu queria dizer muito mais coisas mas o espaço é pouco um abraço amigo deste que fui soldado Sapador um abraço amigo deste vosso desconhecido Adeus até um dia